NOTICÍAS
Fique por dentro das principais notícias da Terra Viva e acompanhe tudo que acontece na área da alimentação, saúde e tendências de mercado.
Advogada palestra a funcionários da Cooperoeste sobre Reforma Previdenciária
Terca-feira, 09 de Maio de 2017

A advogada, especialista em Direito Previdenciário, Ana Elsa Munarini, ministrou a funcionários da Cooperoeste, uma palestra sobre as reformas trabalhista e previdenciária. A intenção foi informar sobre as propostas que tramitam no Congresso e no que implicarão caso aprovadas na íntegra, além de responder dúvidas. A profissional disse que depois que se inteirou dos projetos se posicionou contra.

Segundo ela, as discussões e votações tendem a se estender até a metade do ano. Para a advogada, a reforma da previdência ao estabelecer a idade mínima de 65 anos de idade para o trabalhador solicitar o benefício da aposentadoria é uma afronta à dignidade humana.

Ela questiona de que forma um trabalhador exercerá qualquer tipo de serviço em pleno vigor físico e mental nessa avançada idade. Além disso, segundo ela, o que medirá o valor da aposentadoria será o tempo de contribuição. “Se, por exemplo, alguém tiver 25 anos de contribuição, o valor da aposentadoria será 76% da média do que contribuiu”, informa, acrescentando que a maioria dos benefícios será de um salário mínimo.

Conforme a profissional, com a proposta, não há como o trabalhador usufruir uma velhice e aposentadoria com dignidade.

A advogada sugere que a população se informe sobre o assunto, mas alerta para que se atente com as notícias tendenciosas. “Os trabalhadores também precisam ter consciência do poder que têm para a economia. A partir do momento que o trabalhador perceber a força que tem, em forma coletiva, os resultados das mobilizações serão mais eficazes”, opina.

No entender de Elsa, a classe trabalhadora tem força para impedir a aprovação ou, ao menos, colocar em pauta nacional a demanda dos empregados. “A organização e luta igualmente são essenciais para que os trabalhadores garantam seus direitos”, complementa.

Conforme a advogada, já há vários dados que comprovam que o déficit não é verdadeira. Destaca, ainda, que a reforma da previdência atingirá toda a sociedade. Ela cita, como exemplo, São Miguel do Oeste onde a receita em 2015 foi de superior a R$ 137 milhões. “Sendo que 80% destes benefícios são de salário mínimo. Este dinheiro fica no município, pois ninguém recebendo R$ 937,00 mensais fará aplicações em bolsa de valores”, reflete. “O repasse não acabará, mas, com certeza, freará os investimentos”, conclui. 

voltar
Rod. BR 163, Km 76, Lª Bela Vista das Flores
São Miguel do Oeste – SC | 89900-000
Fone: (49) 3631 0200
contato@terravivasc.com.br
FALE CONOSCO
SAC 0800 644 3700
Atendimento de 2ª à 6ª feira das 8h às 17h